Mercado de Criptomoedas por TradingView

Solid World DAO busca projetos de crédito de carbono no Brasil para financiar

Solid World DAO será marketplace de pré-financiamento de crédito de carbono.

A Solid World DAO, que financia novas iniciativas de carbono para combater a crise climática, está buscando projetos no Brasil, como os que têm foco na Amazônia e outros biomas do país A Organização Autônoma Descentralizada (DAO) será uma plataforma em blockchain para financiamento de projetos antes da certificação. Para isso, haverá pré-venda de parte dos crédito de carbono do projeto. O plano é comprar cerca de meio milhão de créditos globalmente no primeiro ano.

Jeff Prestes, um dos mais conhecidos arquitetos de blockchain do Brasil, é Chief Technology Officer (CTO) da Solid, que tem base na Estônia. No segundo semestre de 2022, A DAO prevê que créditos de carbono entrarão no seu marketplace, onde haverá a pré-venda e então, se transformarão no token Solid Carbon Tonne (SCT). Quem investir nos projetos, leva rendimentos de taxas que o protocolo coletar.

A DAO permite coletar o valor automaticamente em todo o ecossistema de tokens pré-comprados. A cobrança de taxas pode acontecer, por exemplo, na tokenização dos créditos pré-comprados, na compra de um projeto do pool de tokens ou em qualquer negociação. O protocolo também comprará créditos e os venderá após receberem certificação.

De acordo com Stenver Jerkku, presidente e fundador da Solid World, o potencial de compra de créditos fica na casa dos bilhões até 2030. Jerkku foi um dos desenvolvedores do primeiro satélite espacial estoniano e é fundador e diretor de blockchain da eAgronom. 

Solid World DAO quer resolver gargalo importante: dinheiro

Com a plataforma, a Solid World quer acelerar um processo que pode emperrar projetos de crédito de carbono. Isso porque pode levar muito tempo para certificação e financiamento. Assim, os donos do projeto precisam custear o desenvolvimento. “Isso cria uma barreira de entrada realmente enorme, especialmente considerando que os proprietários são algumas das pessoas mais conservadoras que existem. Vamos remover essa barreira e tornar não apenas possível, mas também simples, receber o pagamento adiantado!, completou.

Para usar a plataforma, os projetos precisam se inscrever nos programas de certificação Verra ou Gold Standard, reconhecidos internacionalmente. Nesse processo, será necessário provar e se adequar ao modelo de créditos que gerará. Além disso, devem passar pelo “Know Your Customer” (KYC) da Solid World. Se tudo estiver correto, o acordo é assinado.

“O programa precisa gerar créditos certificados em cinco anos e seguir os padrões de qualidade e metodologia que indicaram em seu processo de inscrição. Algumas metodologias, cuja qualidade for considerada baixa, não serão aceitas”, completa Stenver. Além disso, a DAO pretende fazer parcerias com produtores, certificadores e outras empresas que também trabalham na tokenização de créditos de carbono.

No Discord da Solid World DAO há informações do projeto.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.