O que são DApps? Saiba como funcionam e como utilizar

O que são Dapps

DApps são aplicativos descentralizados executados em blockchain, que têm um papel importante para a nova economia digital.

Eles se assemelham a qualquer outro aplicativo digital que usamos em nossos computadores e smartphones, mas se baseiam na infraestrutura blockchain dando mais:

  • Controle;
  • Autonomia;
  • Transparência aos usuários;
  • Evita que sejam controlados por grandes empresas.

A grande maioria das aplicações que conhecemos, desde redes sociais até serviços de streaming, são centralizadas. Isso quer dizer que são regidas por uma só companhia ou instituição.

Sendo assim, se os responsáveis por uma rede como Facebook ou Twitter resolverem que uma conta deve ser apagada ou alguma ferramenta deve ser alterada, você não terá controle sobre isso.

Outra grande questão é que nem sempre conseguimos saber o que está sendo feito com nossos dados de fato.

Enquanto isso, no caso dos DApps, os usuários têm mais controle e participação também sobre aspectos como esses, pela sua característica de descentralização.

Neste artigo abordaremos os DApps, como funcionam, o que são, como podem ser usados e onde encontrar.

O que são DApps?

Tratam-se de aplicativos descentralizados executados em blockchain, uma rede de computadores que compartilha a informação de modo distribuído, público e protegido por meio de criptografia.

Os computadores que compõem uma rede blockchain de um DApp não pertencem a uma organização responsável por sua criação ou uma grande empresa. Pertence aos próprios usuários, chamados de “nós”.

Isso quer dizer que toda a estrutura e dados de uma DApp não estão guardados em um único servidor e não dependem da aprovação de uma unidade central reguladora para serem incluídos.

Exatamente ao contrário, múltiplos usuários ao redor do mundo ajudam a manter o funcionamento da rede com os recursos do seu computador.

Como pode concluir uma empresa de transporte de veículos, os DApps usam bancos de dados compartilhados.

Para realizar um ataque, um hacker teria que conseguir acessar a grande maioria das máquinas conectadas à rede do aplicativo.

Por motivos como esse, os DApps são mais transparentes com seus usuários e mais resistentes a ataques que afetariam com mais facilidade um único servidor central.

Certamente você já ouviu falar em bitcoin, e ele foi o primeiro DApp baseado em blockchain a ser criado, com o objetivo de ser uma moeda descentralizada que facilitaria negociações.

Mas foi com o lançamento da rede Ethereum, a partir de 2014, com sua linguagem de programação Solidity que impulsionou a criação de novos DApps, permitindo o desenvolvimento de apps descentralizados em vários setores.

Características

De forma geral, os DApps apresentam algumas características que os definem como código aberto, pois o código-fonte de um DApp é público, de forma que qualquer pessoa consiga utilizá-lo para consultar e aproveitar o código para criar melhorias.

Eles também são descentralizados, pois como são executados na blockchain, eles não são controlados por uma única autoridade. Eles são mantidos pela comunidade de usuários e os nós que compõem a rede.

Por fim, mais uma vantagem para sua consultoria tributaria contábil usar um DApp é que eles são seguros por criptografia, impedindo pontos de falha, de quebra de privacidade e adulteração da informação.

Como os DApps funcionam?

Uma vez que possuem um código aberto, os aplicativos descentralizados oferecem uma grande transparência para os usuários, pois a comunidade pode sempre saber o que o DApp faz e realizar auditorias inspecionando seu código-fonte.

Devido a sua descentralização, qualquer decisão sobre o DApp só é aplicada quando atinge um consenso entre todos os participantes da rede.

Isso é feito sem perder a segurança, pois a tecnologia blockchain e seu caráter distribuído e criptografado reforçam a resistência a fraudes e falhas.

Justamente devido a essas características, ainda que os desenvolvedores abandonem o projeto ou um único computador seja atacado, um DApp consegue se manter em funcionamento.

Nesse ponto, uma empresa de cameras de monitoramento deve estar se perguntando como os DApps são criados e como tudo isso é possível, nos levando a um mesmo ponto: os contratos inteligentes.

Contratos inteligentes

Também conhecidos como smart contracts, tratam-se de programas de computador executados na blockchain a partir dos quais os DApps são criados.

Dessa forma, é o código de um contrato inteligente que define o funcionamento de um DApp e executa todas as funções necessárias de forma automática, não havendo necessidade da interferência humana.

Por isso, um DApp nunca fará algo diferente do que foi desenvolvido para fazer, e sua empresa de EX tarifário precisa saber disso. Lembrando que como os DApps são de código aberto, qualquer pessoa pode visualizar as regras desse contrato.

Execução em Blockchain

Saiba que cada nova operação executada do DApp por meio do smart contract fica registrado na blockchain de forma pública e distribuída.

Assim, os aplicativos descentralizados conseguem aproveitar todos os recursos de transparência, segurança e privacidade da infraestrutura blockchain.

Para interagirmos com os DApps, os contratos inteligentes são combinados com uma interface front-end de usuário.

Isso significa que na prática, usar uma DApp como streaming de música descentralizado não será uma experiência muito diferente de usar o Spotify, por exemplo.

Resumindo um DApp é definido por um contrato inteligente, executado e armazenado em uma rede blockchain, e apresentado ao usuário com uma interface amigável.

Tokens de acesso e recompensa

A atividade dos DApps é alimentada por meio de um sistema de tokens, que são ativos digitais com um valor atribuído e são necessários para acessar os DApps, desfrutar de suas funcionalidades e ainda é usado para recompensar seus participantes.

Como pode nos explicar uma empresa de treinamento e consultoria, o DApp pode possuir seu token específico, como o token GLM do aplicativo Golem.

Outra opção é usar a mesma criptomoeda da blockchain na qual está hospedado, como o DApp CryptoKitties que utiliza o Ether (ETH), moeda nativa da rede blockchain Ethereum.

Como os DApps podem ser usados?

Temos uma grande variedade de DApps, com uma série de diferentes aplicações no mundo real, como:

  • Carteiras de criptomoedas;
  • Redes sociais:
  • Serviços de streaming;
  • Games.

Existem também os protocolos incluídos dentro das finanças descentralizadas (DeFi), onde se inserem os primeiros e grande parte dos DApps desenvolvidos.

Onde encontrar e como utilizar DApps

É possível utilizar plataformas como o DappRadar e a State of the DApps para que você encontre aplicativos descentralizados.

Nessas plataformas, você busca diversos aplicativos por meio de categorias e rankings. É possível também visualizar informações básicas como o número de usuários e o volume de negociação de seus tokens.

Elas também disponibilizam um link para a plataforma oficial do aplicativo, facilitando para sua empresa especializada em transplante de árvores.

Para que você interaja de forma completa com um app descentralizado será necessário ter uma carteira digital e um DApp browser, que são navegadores que permitem que os usuários se conectem.

Quais as vantagens dos aplicativos descentralizados?

Entre as vantagens dos DApps podemos citar a segurança, transparência, engajamento e incentivos.

Em relação à segurança, em um contraste com os apps tradicionais que usam servidores centralizados, os apps descentralizados são mais seguros a ataques maliciosos e mais tolerantes a falhas físicas e técnicas.

Em relação à transparência, eles oferecem maior privacidade de dados, transparência e autonomia para os usuários, de forma que todas as operações realizadas podem ser verificadas com facilidade por qualquer participante.

Quanto ao engajamento e incentivos, os DApps promovem o envolvimento da comunidade e de empresas como um negócio de antecipação de recebíveis.

Uma vez que todos podem contribuir para sua manutenção, processo de governança e ainda pode ser recompensado financeiramente por produzir conteúdo e interagir.

Quais desafios os DApps ainda enfrentam?

Os DApps trazem uma alternativa ao uso de apps centralizados e propõem soluções para muitos dos problemas que os aplicativos tradicionais enfrentam atualmente.

Nesse sentido, vale destacar que ainda existem desafios a serem superados até que ocorra uma adoção em massa dos apps descentralizados.

É preciso alcançar uma base mais ampla e difundida de usuários, que até o momento fica muito restrito a entusiastas de criptomoedas e tecnologia.

Empresas de jateamento com gelo seco sabem que muito disso se deve a falta de informação e conhecimento sobre o mercado e as ferramentas necessárias para executar e interagir com os DApps, além de precisar adquirir tokens para usar esses apps.

Considerações finais

Os DApps podem ser uma alternativa interessante aos tradicionais aplicativos centralizados, mas ainda enfrentam alguns desafios para se popularizarem.

Entretanto, à medida que surgem mudanças trazidas pela transição para a Web 3.0, a internet descentralizada do futuro, mudanças podem ser vislumbradas.

O que se espera é que os DApps passem a se popularizar até se consolidarem como novo padrão de aplicações digitais para esse novo modelo de web.

Esse texto foi originalmente desenvolvido pela equipe do blog Guia de Investimento, onde você pode encontrar centenas de conteúdos informativos sobre diversos segmentos.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *