Suíça Backed emite primeiro token de título na Base e mira no Brasil

Backed vende para investidores qualificados.

A Backed, startup com base em Zug, na Suíça, emitiu, na última semana, o primeiro token de título na blockchain da Coinbase, a Base. A emissão aconteceu por meio de um fundo de índice (ETF), bIB01, de títulos de curto prazo do governo dos Estados Unidos (EUA) tokenizados. O anúncio de lançamento da fintech de criptos foi em julho de 2023. Seu objetivo é competir num mercado, o de ativos tokenizados, que a Boston Consulting Group (BCG) estima que pode chegar a US$ 16 trilhões (cerca de R$ 80 trilhões) até 2030. Incluindo o mercado brasileiro.

A startup, que contratou o brasileiro Bernardo Quintão como líder de Desenvolvimento de Negócios para América Latina, incluiu ainda, nesta semana, a emissão de tokens nativos na BNB Smart Chain (BSC). Isso porque quer “levar seus produtos a um público mais amplo e dar aos seus clientes a flexibilidade de escolher o blockchain que melhor atende às suas necessidades”. Quintão já ocupou cargos em empresas de criptos como Liqi e Mercado Bitcoin e foi conselheiro de várias outras.

A Backed emite tokens ERC-20, ou equivalentes em outras redes, que rastreiam o valor de ETFs de títulos do tesouro e corporativos, além de ações. A venda é apenas para investidores qualificados ou revendodores com licença para isso. Não há venda nos EUA. Os tokens podem ser transferidos entre carteiras e são colateralizados pelos ativos subjacentes. A fintech segue a regulação da Suíça.

Expansão na Am Latina a partir do Brasil

Quintão afirmou ao Blocknews que “a Backed escolheu a América Latina, e especificamente o Brasil, para sua primeira expansão regional, entendendo que o país está na vanguarda da inovação financeira global, com um ambiente regulatório favorável, assim como a Suíça.

A Base é uma rede L2 (camada 2) da Coinbase. De acordo com a Backed, é uma forma “econômica e amigável ao desenvolvedor de construir na rede”. Além disso, segundo a startup, as taxas da rede são dez vezes mais baratas do que na Ethereum. A fintech está se preparando para o lançamento da mainnet da Base, onde vai lançar outros Tokens de Ativos do Mundo Real (RWAs, na sigla em inglês).

Backed também usa BNB Chain para tokens

“Estamos constantemente vendo novos casos de uso fascinantes desenvolvidos para nosso produto e temos certeza de que a Base fornecerá uma excelente plataforma para mais experimentações”, disse Giorgio Giuliani, diretor de Produtos.

Em relação à BNB Chain, de acordo com a Backed, uma das principais propostas de valor da blockchain é sua comunidade. “É a maior blockchain de contrato inteligente do mundo por usuários ativos diários”. A rede afirma ter 1,2 milhão de usuários ativos diariamente.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *