Ripio, Trexx e Mercado Bitcoin fazem anúncios

A BitcoinTrade passa, a partir desta segunda-feira (19), a se chamar Ripio Trade. A argentina Ripio comprou a brasileira em janeiro de 2021. De acordo com a empresa, seus modos de acesso, os saldos e os endereços para recebimento de criptoativos e todas as operações serão mantidos. De acordo com Sebastian Serrano, CEO e cofundador da Ripio, a aquisição da BitcoinTrade foi uma das principais iniciativas que possibilitaram a expansão das operações da empresa no país. “Essa nova fase é nossa grande oportunidade para criar raízes ainda mais profundas junto ao mercado e com os nossos usuários”, afirmou.

Em maio passado houve uma integração que permitiu que os usuários da BitcoinTrade pudessem usar a plataforma da Ripio com as mesmas informações de login e vice-versa. Isso trouxe uma série de benefícios aos usuários. Além de manter as funcionalidades da plataforma, passaram a ter acesso a benefícios como o Ripio Card, cartão pré-pago internacional com bandeira Visa. Com a mudança de nome, a integração está completa, diz a empresa.

Trexx faz parceria com Japanese Born Ape Society

A Trexx, startup de blockchain games, fechou uma parceria de desenvolvimento para o projeto da HundredX.ch, da Japanese Born Ape Society (JBAS). Essa é uma comunidade global iniciada por alguns detentores do Bored Ape Yacht Club, a mais famosa coleção de NFTs do mundo. A parceria tem como objetivo aprimorar a presença online e a experiência de gamificação para a comunidade.

De acordo com a CEO da Trexx, Heloísa Passos, a startup foi selecionada por seu histórico de vanguarda na criação do ecossistema de NFTs para jogos no Brasil. Para o próximo semestre, a Trexx começa o desenvolvimento de  jogos para a comunidade JBAS e, no ano que vem, uma experiência para unir todos esses jogos. 

“Estamos empolgados em utilizar nossa expertise para aprimorar a experiência online dos holders da Japanese Born Ape Society. Nossa equipe está empenhada em criar uma plataforma amigável ao usuário, que irá cativar o público e inspirá-lo a apoiar a implementação do novo modelo de GameFi Play-to-Market da JBAS”, afirma Helo Passos.

Mercado Bitcoin em Portugal

O Mercado Bitcoin recebeu licença Banco Central de Portugal para custodiar ativos virtuais. A autorização possibilita que a fintech possa realizar a guarda e administração desses ativos ou de instrumentos que permitam controlar, deter, armazenar ou transferi-los, incluindo chaves criptográficas.

“Essa licença reconhece antecipa os princípios orientadores da regulação na União Europeia (MiCA) e permite a oferta de serviços para todo país que reconheça essa licença”, explica Reinaldo Rabelo, CEO do MB. A autorização foi solicitada pelo Mercado Bitcoin Portugal, entidade criada em 2021, e a primeira a conquistar a licença do Banco Central para operar como exchange em Portugal e na Espanha.


Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *