Nubank lança Nucoin, cripto para recompensas e engajamento de clientes

Nucoin é utility token do Nubank. Foto: Nubank.

O Nubank anunciou nesta quarta-feira (1) o lançamento do Nucoin, uma espécie de utility token, porque será uma recompensa para o engajamento dos usuários por meio de programa de fidelidade do banco digital. Apesar do uso limitado do token, uma vez feito, abre diversas possibilidades futuras para o seu uso no universo blockchain e Web3.

Portanto essa criptomoeda é um serviço diferente da oferta de negociação e de armazenamento de bitcoin, ethereum e USDP que o Nubank, o Nubank Cripto. Esse serviço está no ar desde junho de 2022 e que tem cerca de 2 milhões de usuários. Mas, o projeto prevê o uso do Nucoin nessa plataforma.  

Haverá no máxima 100 bilhões de Nucoins no mercado que já foram criados, mas a distribuição será aos poucos como recompensa aos clientes. Ao limitar o número de coins, o Nubank emite o sinal de que isso poderá evitar uma desvalorização do token por excesso de unidades no mercado.

Além disso, também poderá distribuir a empresas parceiras que queiram ter a cripto em seus programas de fidelidade e que vão dar benefícios para quem tem Nucoin. Assim, o banco digital expande o ecossistema e usabilidade da cripto.

Preço do Nucoin vai depender da demanda, diz Nubank

De acordo com o banco digital, o Nucoin ainda não tem preço, o que só será estabelecido quando a opção de compra e venda Nucoins estiver disponível. “Esse preço vai oscilar de acordo com a oferta e a demanda, assim como acontece no mercado de criptomoedas”, afirma o banco digital. As transações devem começar ainda neste semestre.

A demanda vai depender de quantos clientes vão aderir ao programa e acumular ou comprar Nucoins. Isso faz com que o preço flutue no mercado: quanto mais clientes quiserem ter Nucoins, dada uma certa quantidade disponível, maior será o preço.

O programa do token será oferecido gradualmente para os mais de 70 milhões de clientes do banco digital no Brasil, afirmou a fintech num comunicado. O Nucoin é uma criação do banco digital com a participação de parceiros e clientes “para que seja útil dentro e fora do Nubank”, disse Fernando Czapski, gerente geral do token. “Seguiremos aprimorando o Nucoin à medida que o mercado e a tecnologia blockchain expandam seu alcance”, completou. 

Banco fará airdrop de Nucoins

Imagem de divulgação da Nucoin. Fonte: Nubank

Nesta fase inicial do projeto, os clientes poderão receber um airdrop inicial, ou seja, ganhar Nucoins em reconhecimento ao histórico o Nubank. O banco digital afirma que os clientes pessoa física que tem conta no banco, têm acima de18 anos e moram no país poderão receber o token. Para isso, quem quiser participar do programa de recompensas, precisa se e inscrever no aplicativo.

A quantidade inicial que os clientes receberão de Nucoin vai depender do nível de relacionamento com o Nubank. Todos receberão ao menos 50 Nucoins. Mas, vai receber ainda mais quem estiver no banco há mais tempo, faz parte da comunidade da fintech, recomendou clientes e participou do grupo de 2 mil membros que opinou na criação do token.

De acordo com o Nubank, o Nucoin tem sete níveis e quanto maior, mais moedas digitais o cliente terá. Para mudar de nível, precisarão congelar os tokens por ao menos seis meses. Em breve, disse a fintech, os clientes poderão trocar suas moedas digitais por dinheiro com outros clientes.

Polygon fornece suporte tecnológico

Os clientes também poderão descongelar Nucoins para participar de sorteios. Para cada 50 Nucoins terão direito a 1 bilhete, com um limite de até 50 bilhetes. Além disso, o projeto prevê cashback em Nucoin para gastos com os cartões de débito e de crédito do Nubank.

“Por se tratar de um ecossistema em constante evolução e aprimoramento, a expectativa é que o programa de fidelidade atrelado ao Nucoin ofereça mais benefícios aos usuários ao longo do tempo”, diz o comunicado.  

Para lançar o Nucoin, o banco digital fez uma parceria com a Polygon Labs. Essa é a equipe de desenvolvimento de softwares e dados da Polygon que forneceu a tecnologia e o suporte técnico.  Na América Latina, a Polygon também anunciou nesta semana um acordo com a Ripio.

Com a Nucoin e a Mercado Coin, que o Mercado Livre também lançou em 2022, as plataformas buscam manter seus clientes cada vez mais atrelados a suas plataformas. Ambos agora têm seus tokens e negociam criptos.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *