Mercado Bitcoin disponibiliza recebimento de criptos no app e vende NFTs de impacto

Sérgio Veiga, diretor do Mercado Bitcoin. Foto: MB.

O Mercado Bitcoin começou, nesta terça-feira (28) a disponibilizar para os clientes o recebimento de criptomoedas pelo aplicativo da exchange. O serviço estava disponível apenas pelo site. “Essa funcionalidade dá ao usuário controle total de seus recursos, na palma da mão, em qualquer lugar e a qualquer momento”, diz Sérgio Veiga, Diretor de Experience do MB.

Para utilizar o recurso, o usuário deve acionar o botão “receber cripto” na home do app. A partir daí, deve indicar a cripto que quer receber e a rede. A maior exchange brasileira é uma das empresas do setor que estão expandindo seus serviços aos usuários. Ontem (27), o aplicativo do Mercado Pago também começou a permitir o recebimento de criptomoedas de carteiras digitais de fora da plataforma.

NFTs de impacto no NFT.Rio

O Mercado Bitcoin (MB) também anunciou que vai vender tokens não-fungíveis (NFTs) ligadas a projetos de impacto no NFT.Rio, que acontecerá entre 30 de junho e 3 de julho no Rio de Janeiro. As vendas serão diretas ou por leilões de obras de arte de artistas como Milena Travassos, Helena Nabuco, além de ensaios de Dada Yute, Juliana Notari, Vivi Rocha e João Marcos Parreira Mendonça. Os NFTs estarão disponíveis a partir de 28 de junho, às 14h, até 5 de julho, às 16h, na mercadobitcoin.com.br/nft.

Um dos projetos de NFTs de impacto é o Hungry NFTs, que inclui 33 obras de 5 artistas brasileiros em benefício da ONG Banco de Alimentos. que têm foco no combate à fome no Brasil. Um outro projeto é o de NFTs do Metaverso Chapadão, da Educar+, que promove educação de qualidade para crianças e adolescentes do Complexo do Chapadão, no Rio de Janeiro. Em uma parceria com a Play4Change, crianças produziram artes sobre o metaverso, que serão transformadas em NFTs. O valor das vendas irá para compra de computadores, estruturação de aulas e viabilização de lanches.

Anguerecó, NFT Hungry, da artista Helena Nabuco.

E o projeto NFTs Keepers, como foco na regeneração da biodiversidade do Pantanal. Serão 3 mil NFTs Keepers únicos com 4 personagens da biodiversidade brasileira: a Arara, o Jacaré, a Capivara e o Tamanduá Bandeira. O projeto tem como objetivo dar subsídios para a regeneração da Reserva de São Francisco do Perigara, uma das unidades da Frente Forest da Associação Onçafari no Pantanal. Em 2019, a Reserva possuía a maior concentração de Araras Azuis do mundo, mas em 2020 um incêndio destruiu 92% da região.

Haverá ainda a venda de NFTs ESG para quem quiser cooperar com o projeto. São três categorias: Startup, Business e Corporate, que incluirão relatórios de evidências da regeneração da reserva para as auditorias anuais de sustentabilidade. Nos dois casos será possível acompanhar o monitoramento e a regeneração da Reserva do São Francisco do Perigara pelos próximos dez anos. https://campanhas.mercadobitcoin.com.br/keeper

Em janeiro e abril deste ano, o MB, em parceria com a Tropix, plataforma de criptoarte, e com assessoria da Nossa Terra Firme, realizaram duas rodadas de leilão de NFTs com ganhos revertidos ao Projeto de Gestão e Vigilância Territorial do Povo Indígena Paiter Suruí. O objetivo é proteger, de forma autônoma, a comunidade Sete de Setembro, localizada entre Rondônia e Mato Grosso. No total, mais de R$ 50 mil foram revertidos ao projeto.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *