Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Mastercard aceitará criptomoedas em sua rede; empresa tem 89 patentes de blockchain

Mastercard aceitará moedas digitais que garantam segurança como a de cartões.

A Mastercard aceitará criptomoedas em sua rede a partir deste ano. Hoje, seus parceiros convertem as moedas digitais em fiduciárias (fiat) e aí, então, o valor entra na rede.

De acordo com a empresa, esses ativos estão se tornando cada vez mais importantes como forma de pagamento. Por isso, quer dar mais essa opção a seus clientes.

Assim como suas concorrentes Visa e PayPal, a Mastercard trabalha em várias frentes com blockchain. Por isso, já tem 89 patentes da tecnologia em todo o mundo e 285 pedidos que aguardam uma resposta.

“Estamos vendo esse fato (crescimento do uso de criptos) na rede Mastercard. Há pessoas usando os cartões para comprar criptoativos, em especial durante o aumento do preço do bitcoin. Além disso, vemos usuários usando cartões de cripto para acessar esses ativos e convertê-los em moedas tradicionais para realizarem compras”.

A afirmação é de Raj Dhamodharan, vice-presidente executivo de ativos digitais, produtos em blockchain e parcerias da Mastercard. O executivo escreveu um artigo contanto a decisão da empresa.

Mastercard aumentará parcerias

No ano passado, a empresa se juntou à  Wirex e à BitPay para criar cartões de criptos. Neste ano, fez com a LVL, exchange de criptomoedas. O executivo disse que a Mastercard está negociando ainda outras parcerias.

Ao comentar sobre quais moedas a Mastercard aceitará, Dhamodharan afirmou que as estáveis (stablecoins). Isso porque são mais reguladas e confiáveis do que no passado recente.

Porém, “muitas das centenas de ativos digitais em circulação ainda precisam ter medidas mais rígidas de compliance. Assim, essas não atenderão nossas exigências”.

As moedas, completou, precisam atender a quatro pontos. O primeiro é dar aos consumidores a mesma segurança e privacidade que os cartões de crédito dão.

Em segundo lugar, devem atender a regras rígidas de compliance, incluindo Know Your Customer (KYC), para evitar fraudes. Precisam, também, seguir as regulações onde estão transitando. E por último, precisam ser estáveis, porque os consumidores usarão os ativos para realizarem pagamentos.

Uma outra frente da Mastercard em criptos é sua participação em discussões sobre as moedas digitais de bancos centrais (CBDCs). A empresa até disponibilizou sua plataforma para os bancos fazerem testes.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>