Índia diz que bloqueará nove exchanges, incluindo Binance, Kucoin, Kraken e Bitstamp

Índia quer registros. Imagem: Naveed Ahmed, Unsplash.

A Unidade de Inteligência Financeira da Índia (FIU-Ind), agência que monitora e regula atividades financeiras suspeitas, notificou nove exchanges de criptomoedas offshore. As empresas são Binance, Kucoin, Huobi, Kraken, Gate.io, Bittrex, Bitstamp, MEXC Global e Bitfinex.

Além disso, solicitou ao Ministério de Eletrônica e Tecnologia da Informação que bloqueie os sites delas no país. O motivo é operação ilegal ao não cumprir as disposições da Lei de Prevenção da Lavagem de Dinheiro do país.

O comunicado diz que “Provedores de serviços de ativos virtuais (VASPs) operando na Índia (tanto offshore quanto onshore) e envolvidos em atividades como troca entre ativos virtuais e moedas fiduciárias, transferência de ativos virtuais, custódia ou administração de ativos virtuais ou instrumentos que permitem o controle sobre ativos virtuais são obrigados a se registrar com a FIU IND como Entidade Declarante e cumprir o conjunto de obrigações conforme estabelecido na Lei de Prevenção da Lavagem de Dinheiro de 2002. “A obrigação é baseada na atividade e não depende da presença física na Índia”.

Não ficou claro quando as penalidades entrarão em vigor. Até agora, há 31 provedoras de serviços de ativos digitais registradas na Índia.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *