Guilherme Nazar dirigirá Binance; sobrinho de Haddad se junta a time que inclui Henrique Meirelles

Guilherme Nazar, novo diretor-geral da Binance. Imagem: Binance.

A Binance contratou Guilherme Nazar como diretor-geral para o Brasil. Por cinco anos, Nazar teve cargos de liderança na Uber. Depois, por dois anos, foi vice-presidente de propriedades da Loft. O executivo entra no setor num momento em que o Executivo federal está prestes a definir os detalhes da regulamentação que trata das empresas de criptoativos no Brasil.

Nazar também é conhecido por ser sobrinho do futuro ministro da Fazenda, Fernando Haddad. A informação se tornou pública em 2016, quando estava na Uber e o então prefeito de São Paulo discutia a aprovação do projeto de lei que autorizava os aplicativos de transporte como Uber. Haddad era a favor e enfrentava forte oposição dos taxistas, além de parte dos vereadores. No final, acabou aprovando por decreto.

De acordo com a Binance, Nazar terá a missão de “construir parcerias importantes e trabalhar para desenvolver os negócios”. A empresa de criptomoedas diz que o executivo chegou à Binance no início do último mês de setembro e que até agora se dedicou a assimilar a cultura, informações e processos da exchange. Nazar se formou em administração de empresas pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) de São Paulo. Ele afirmou que o Brasil é um dos dez maiores mercados da exchange.

Também em setembro, a Binance anunciou a criação de um Conselho Consultivo Global (GAB) composto por especialistas em políticas públicas, governo, finanças, economia e governança corporativa. Um deles é Henrique Meirelles, ex-ministro da Fazenda no governo de Michel Temer e presidente do Banco Central nos dois primeiros mandatos de Luiz Inácio Lula da Silva. Antes, foi presidente internacional do BankBoston. E é membro do conselho de várias empresas.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *