BLP Crypto 100 é fundo multimercado mais rentável em 5 anos; top 10 no semestre são de cripto

Alta do bitcoin acelerou ganhos. Imagem: Kanchanara, Unsplash.

O fundo BLP Crypto 100 FIM IE, da BLP Crypto, foi o que mais rendeu entre os fundos multimercado nos últimos cinco anos até 30 de abril de 2023. O percentual foi 687,14%, mais que o dobro do segundo colocado, o Concórdia Harvest FIM, com 276,16%. E, com a alta recente do bitcoin e altcoins, nos últimos seis meses, todos os 10 fundos multimercado com melhor rendimento têm exposição a cripto, de acordo com a plataforma Mais Retorno nesta segunda-feira (18).

No ano, os fundos com exposição a cripto começam a aparecer na décima primeira posição, mas já bem perto do décimo colocado. Em 11º está o Hashdex Bitcoin I FIM, com 138%. Em décimo está o WNT 524 FIM Crédito Privado da gestora WNT. A aceleração das altas aconteceu no final deste ano, como mostra a Mais Retorno. A plataforma traz informações e educação financeira sobre investimentos.

Em meio a esse cenário, o Safra também lançou um fundo de cripto no final de novembro, como revelou o Blocknews. É um produto para investidores qualificados e profissionais.

Fundo de cripto da BLP foi o primeiro do mercado

O BLP Crypto foi o primeiro fundo de criptoativos do Brasil. Chegou ao mercado em 22 de dezembro de 2017 quando tudo era “mato” – e alto – em criptos, ainda mais em fundos. Como a curva de alta dos preços de bitcoin e ether é crescente numa análise de longo prazo, mais antigo o fundo, maior poderá ser seu rendimento. Isso, claro, depende também de fatores como a gestão do portfolio.

O fundo é para profissionais, com investimento mínimo de R$ 10 mil, sendo de alto risco. Isso porque investe até 100% dos seus recursos em moedas digitais por meio de cotas do fundo Genesis Block. Esse, por sua vez, investe 80% dos recursos entre os 10 maiores protocolos por valor de mercado e o restante em protocolos menores e ofertas iniciais de criptos (ICOs).

“O ano de 2023 o ano em que a onda cripto dominou os rankings de investimento do Brasil. Mas este não é um fenômeno novo para nós da BLP Crypto, pois nestes seis anos de vida já estivemos entre os mais rentáveis do país por quatro vezes. Nossa maior rentabilidade veio em 2020, quando o fundo subiu 343%. São estes números que nos permitem dizer que fundos de criptoativos são ótimos para se compor um portfolio de investimentos equilibrado pois é um dos poucos mercados que quando sobe, sobe mesmo”, disse ao Blocknews o cofundador da BLP Crypto, Alexandre Vasarhelyi.

Hashdex com três fundos entre Top 10

No caso do ranking dos 10 fundos multimercado com melhor rendimento em seis meses, o líder é o Hashdex Bitcoin FIC FIM, com 71,02%. O ranking considera aqueles com patrimônio superior a R$ 10 milhões. Em seguida vem o BLP Crypto 100 FIM IE (68,12%) e depois o BTG Pactual Reference Bitcoin 100 (67,87%).

Dos outros sete fundos entre os 10 com mais rendimento, dois são da Hashdex, um é da QR Capital – o Blockchain Assets I FIC FIM IE -, um é da XP – o Trend Cripto Dólar e três são da Empiricus. A XP abandonou a negociação de criptomoedas, mas continua oferecendo fundos com exposição a cripto. Nesse caso, a exposição é ao ETF Hashdex Nasdaq Crypto Index FI (HASH11).

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *