Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Foxbit é primeira cliente da Parfin na solução Crypto Plug and Play

Foxbit diz que solução da Parfin dará agilidade a operações. Foto: Art Rachen, Unsplash.

A bolsa de criptomoedas Foxbit será a primeira empresa a usar a solução Crypto Plug and Play da Parfin. A fintech começou a operar em janeiro passado e é uma iniciativa de executivos com passagem pelo mercado financeiro convencional. Seu foco é em custódia, negociação e gestão de ativos digitais.

Sua ideia com o serviço é conectar o mundo de criptomoedas a bancos digitais, plataformas de investimentos e o mercado de balcão (OTC). Há um foco grande em clientes institucionais.

A Parfin afirma que outros clientes estão implantando a solução, incluindo instituições financeiras, assim como empresas do mercado de balcão em criptomoedas.  

“A ferramenta funciona por meio de APIs ou interface web customizável. Dessa forma, as instituições conseguem oferecer a negociação de criptomoedas diretamente dos seus aplicativos”, disse a Parfin.  

“O Crypto Plug and Play conecta, de ponta a ponta, investidores institucionais com os criptoativos. É uma ferramenta robusta, que garante transparência e proteção”, disse Marcos Viriato, CEO da Parfin.  

De acordo com o CEO da Foxbit, João Canhada, a solução dará “agilidade e autonomia para clientes fazerem operações por conta própria. Além disso, as transações acontecerão numa área exclusiva. Também serão automatizadas”.

A Parfin afirma ter clientes com mais de R$ 300 milhões em ativos sob gestão. No entanto, a empresa espera superar R$ 1 bilhão até o fim do ano.

1 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>