Tokens de Batman e Mulher Maravilha? DC Comics estuda lançar NFTs de seus personagens

DC Comics estuda lançar NFTs, Batman é uma opção. Foto: Serge Kutuzov, Unsplash.

A editora de histórias em quadrinhos DC Comics estuda lançar NFTs, os Non-fungible tokens NFTs. Assim, a editora de personagens como Batman, Super-Homem e Mulher Maravilha vai colocá-los em tokens únicos que fãs e colecionadores poderão comprar.

Os NFTs representam algo único, em boa parte peças de arte e figurinhas. É um mercado que passa por uma explosão de oferta e demanda, em especial de colecionadores. Há emissores de todo tipo, por exemplo, a NBA. Jack Dorsey, CEO do Twitter, também colocou a venda seu primeiro tweet.

A DC Comics é a editora de personagens como Batman, Super-Homem e Mulher Maravilha. Por isso, pretende distribuir e vender NFTs tanto de artes criadas para se tornarem tokens, como de arte digital cedidas para livros de cômicos da empresa.

A informação está numa carta que Jay Kogan, vice-presidente de assuntos jurídicos da DC enviou aos artistas freelancers da empresa. A carta é de quinta-feira passada (11). De acordo com o documento, “a empresa está examinando o mercado de NFT. A mensagem foi relevada no Twitter por uma freelancer

Mas, a DC faz um alerta aos freelancers. Caso um deles receba uma oferta para incluir seus desenhos da DC em NFT, deve avisar o vice-presidente de Talentos, Lawrence Ganem. Isso significa que a este ponto, a empresa sabe que já tem gente de olho em seus personagens.

Segundo a carta, a DC espera que seus freelancers participem do programa de NFT. E se compromete a buscar uma “solução razoável e justa para todas as partes envolvidas”. Isso, diz a editora, inlcui fãs e colecionadores.

DC estuda lançar NFTs num mercado que já tem NBA e Christie’s

Ao lançar NFTs, a DC, braço da Warner Media, se juntaria a um grupo que já inclui até a tradicional casa de leilões Christie’s . E foi essa casa que vendeu uma obra de Mike Winkelmann (Beeple), First 5000 Days. O valor: US$ 69 milhões (algo como R$ 450 milhões.

O comprador atende pelo pseudônimo de Metakovan, revelou a Christie’s. Ele se diz ex-aluno da aceleradora Y-Combinator. Além disso, afirma atuar com criptomoedas desde 2013 e é um “original gangster” em DeFi. Também é o apoiador financeiro do fundo de investimentos em NFT Metapurse.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

plugins premium WordPress