Mercado de Criptomoedas por TradingView

Comerc, comercializadora de energia, terá tokens com Mercado Bitcoin

Mercado Bitcoin prevê primeiro token da Comerc em até 60 dias. Foto: Pixabay.

O Mercado Bitcoin fechou um acordo com a Comerc, maior gestora de energia do país, para emissão de tokens de energia renovável. As empresas planejam, por enquanto, dois tokens. Um deles é do “cashback” que vem da geração distribuída (GD) da energia solar. A previsão de lançamento é entre final de dezembro e começo de janeiro de 2022. E outro token com lastro em certificado de consumo de eletricidade de fontes renováveis, segundo a agência Reuters.

A Comerc comercializa energia para grandes consumidores que pelas regras atuais, podem negociar preço e fornecedor de energia, ou seja, estão no mercado livre de energia. E também tem uma plataforma de geração distribuída de energia solar, a SouVagalume. Portanto, é sobre ela as empresas criarão o token de cashback.

Na SouVagalume, uma residência se inscreve para “alugar” uma pedaço de geradoras de energia solar. O aluguel é com base no seu consumo médio. Essa energia das chamadas fazendas solares vai para as distribuidoras locais. Quem está no sistema recebe a eletricidade normalmente da sua distribuidora.

Mas, como investiu em algo renovável, recebe cerca de 15% a 20% de cashback novalor da conta. É esse cashback que vai dar lastro para a criação do token previsto para 2022. Esse desconto, ou “cashback”, equivalente a cerca de 15% a 20% do valor da conta, dependendo do tamanho consumidor.

Token da Comerc será “como qualquer outra moeda”, diz empresa

O token será como qualquer outra moeda, mas tem o benefício adicional de representar uma geração renovável, disse à Reuters Matheus Nogueira, CEO da Mori, empresa responsável pelos ativos de geração distribuída – a que acontece em vários pontos – da Comerc.

A Comerc vai oferecer aos clientes opções como a compra dos tokens por um valor fixo. Depois vai vender no mercado secundário. “Se tem um gasto mensal de mil reais, por exemplo, pode ser residência, comercial ou rural, o consumidor teria R$ 150 por mês convertidos em tokens”, explicou.

A Comerc superou 5 mil clientes que geram sua própria energia por meio da plataforma de GD. Até o final de 2022 a expectativa é chegar a 150 mil clientes.

De acordo com Roberto Dagnoni, CEO do Grupo 2TM, holding do Mercado Bitcoin, a empresa terá “100 moedas ou ativos listados” até o final do ano. “A pessoa converter o consumo dela em energia renovável, ganhando desconto e com liquidez em token, é uma oferta muito interessante. ´É mais interessante ganhar este token. Um desconto na fatura materializa muito menos”, disse o executivo à Reuters.

O token com lastro em I-REC (International REC Standard), um certificado de consumo de eletricidade de fontes renováveis , está em estruturação. As empresas usam esse certificado para comprar que seguem políticas de sustentabilidade. Empresas geram energia, emitem o certificado e vendem a quem quer compensar carbono, por exemplo.

A Comerc é em parte (50%) da Vibra, ex-BR Distribuidora.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.