Coinbase decide listar suas ações na bolsa, ao invés de optar por um IPO

ETF de criptomoedas: Hashdex tem autorização para lançar no país.

A Coinbase, maior corretora de criptomoedas dos Estados Unidos (EUA), pretende listar suas ações diretamente na bolsa. O anúncio foi feito nesta quinta-feira (28), por comunicado. Em dezembro passado, a empresa apresentou à comissão de valores mobiliários do país, SEC, pedido de registro de ações.

Portanto, a empresa optou por colocar na bolsa apenas as ações já existentes, sem emitir nova. É o mesmo processo que novas empresas, como a Spotify, por exemplo, escolheram.

Assim, a corretora também não vai embarcar nos longos, complexos e mais caros processos de oferta inicial de ações (IPO, em inglês).

Os IPOs são tocados por bancos que, dentre outras atividades, fazem roadshow das empresas para mostrá-las a potenciais investidores. dessa forma, esperam cravar melhores preços para as ações.

Coinbase aguarda retorno da SEC

A Coinbase ainda aguarda retorno da SEC sobre seu pedido.

A entrada de uma corretora de criptos numa bolsa do mercado financeiro tradicional será um grande teste para o segmento. A listagem permitirá, dentre outros coisas, medir o apetite dos investidores pelo mundo das criptos, em especial dos institucionais.

De acordo com o site da corretora, a empresa já movimentou negociações de US$ 300 bilhões e tem US$ 30 bilhões de ativos na plataforma. A exchange afirma ainda que tem 35 milhões de usuários em mais de 100 países. Além disso, tem 1 mil funcionários.

Quando a Coinbase anunciou que estava pedindo registro na SEC, a Messari, empresa de dados sobre criptos, estimou que a exchange pode levantar US$ 28 bilhões num oferta de suas ações.

.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *