Mercado de Criptomoedas por TradingView

Cartões: American Express terá recompensas em criptos; Mastercard permitirá compra de NFTs

Cartões estão cada vez mais próximos de criptmoedas. Foto: Yannick McCabe-Costa, Pixabay.

As empresas de pagamentos com cartão avançam a cada dia na inclusão de criptos em seus negócios. Tanto que American Express e Mastercard acabam de anunciar acordos que aproximam seus cartões do mundo de moedas digitais, seja por meio de pagamentos, compra de tokens ou recompensas em em criptos.

No caso da American Express, nesta sexta-feira (10), a empresa vai oferecer cartões de crédito com recompensas em criptomoedas. E para isso, fez parceria com a Abra, empresa de serviços financeiros de ativos digitais. O Abra Crypto Card será o primeiro com benefícios em moedas digitais na rede da empresa. As transações serão em dólar, mas haverá cashback em cripto para qualquer compra e de qualquer valor.

A novidade entra na rede no final deste ano. Os usuários poderão escolher entre mais de 100 criptos sem taxas anuais e internacionais. E vai oferecer vários benefícios da rede American Express, como pré-venda de ingressos e seguros para compras.

“Temos uma relação longa com a Abra por meio do nosso braço de investimentos Amex Ventures, uma vez que eles têm profundo conhecimento tanto em serviços de criptos, como de finanças tradicionais”, de acordo com Mohammed Badi, presidente da Rede Global de Serviços da American Express.

Cartões e criptos

Já a Mastercard vai permitir a compra de NFTs com seus cartões no marketplaces de plataformas parceiras ou usando seus serviços de criptos. Assim, não será preciso comprar as criptos primeiro para depois comprar os tokens. Os parceiros são Immutable X, Candy Digital, The SandboxMintable, SpringNifty Gateway, e a MoonPay, provedora de infraestrutura para Web3. “Essa mudança pode ter um grande impacto no ecossistema de NFT”, disse Raj Dhamodharan, vice-presidente executivo de ativos digitais, blockchain e parcerias. A

Uma pesquisa da empresa com 35 mil pessoas em 40 países mostrou que 45% delas comprou um NFT ou pensavam em fazer isso. Além disso, cerca de metade queriam maior flexibilidade, ou seja, poder pagar compras do dia a dia com cripto ou comprar um NFT com cartão de crédito ou débito.

De acordo com o executivo, as vendas de NFTs das plataformas somaram US$ 25 bilhões em 2021. “Com a ajuda dessas empresas, a expansão de adoção da Web 3.0 pela Mastercard se junta ao nosso trabalho para levar nossa rede de pagamentos ao novo marketplace de tokens não-fungíveis da Coinbase, que estreou em operação em maio.

Acordo com Mercado Livre

Como segurança é algo que assusta muita gente que pensa em usar criptos, a empresa disse que vai usar todas as suas ferramentas para garantir segurança, assim como faz com cartões. A mesma quando se compra online ou numa loja com cartões da empresa.

No Brasil, a Mastercard fez uma parceria com o Mercado Livre para dar suporte no monitoramento, identificação e análise de riscos de seu programa de criptos no país. Além disso, dará à plataforma apoio no gerenciamento de obrigações regulatórios e de compliance. O serviço será por meio do CipherTrace, empresa de segurança que a empresa de pagamentos comprou no ano passado.

Assim, a CipherTrace vai ajudar a identificar os riscos das transações com criptos que passam pelo Mercado Livre. E vai ainda dar uma classificação de risco para os provedores de serviços de criptomoedas. O serviço inclui também uso de soluções de rastreamento para facilitar investigações. “Queremos quebrar mais barreiras oferecendo uma experiência simples e segura com criptomoedas, afirmou Paula Arregui, vice-presidente sênior e COO do Mercado Pago.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.