BRLA recebe aporte da 99 Capital e captação pré-seed sobe para R$ 4 milhões

Fundadores da BRLA Digital. Foto: BRLA.

BRLA Digital, que está criando um mercado de pagamentos transfronteiriços, o que inclui a stablecoin baseada em real a BRLA, recebeu um aporte adicional do fundo 99 Capital na sua rodada pré-seed. Com isso, a rodada soma R$ 4 milhões. Com isso, a startup tem o aval de Dave Wang, fundador da 99 Capital e Líder de Cripto do Softbank LatAm.

A primeira etapa da rodada foi em outubro de 2023. Entre os investidores dessa rodada estavam a Coins, exchange da Filipinas chefiada por Wei Zhou, que já foi CFO da Binance, e Rodrigo Benez, que fundou a primeira stablecoin do Brasil na SimpliPay,.

“A extensão da rodada irá agregar muito ao nosso negócio. Abrimos espaço para mais um investidor, pois enxergamos muito valor em contar com todo o conhecimento de Dave Wang. Trata-se de um executivo com muita expertise no mercado cripto, de tecnologia e negócios. Será de extrema relevância e importância trabalhar ao lado de uma pessoa que promete impulsionar ainda mais nossa empresa”, disse Matheus Moura, CEO da BRLA Digital.

De acordo com Wang, “a abordagem da BRLA empregando soluções em blockchain traz uma melhoria significativa para pagamentos cross border. Isso reduz custos e tempo de liquidação em ordens de grandeza quando comparado com vias tradicionais. A BRLA se destaca por abordar um mercado promissor com uma equipe altamente competente e um produto notável.”, afimrou Wang.

Além do CEO, o time de fundadores da BRLA Digital conta com os executivos Luiz Castelo Branco (CTO), Lucas Giorgio (CBDO), Hector Fardin (COO) e Leandro Noel (CSO). Atualmente, a fintech  atua com a oferta de infraestrutura financeira e de pagamentos cross-border para empresas “crypto-friendly” locais ou do mercado internacional que buscam oportunidade no mercado brasileiro. Segundo a empresa, a plataforma segue a regulação.

A BRLA Digital também integra o programa de aceleração para startups do Pinheiro Neto Advogados e a ideia é ter mais de 30 clientes no portfólio até o final de 2024. “Estamos animados para crescer de forma acelerada neste ano. Estamos confiantes no potencial das nossas soluções e acredito que vamos despontar no  mercado de pagamentos cross-border e infraestrutura cripto”, afirmou Leandro Noel, CSO da fintech.

Em novembro de 2023, a BRLA Digital anunciou que a BRLA havia passado pela chancela da auditoria UHY Bendoraytes, algo inédito. O objetivo é que a BRLA seja a principal stablecoin para liquidação financeira em reais, completou Moura.

A história da BRLA Digital começou com a fundação da gestora Ada Capital, regulada pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM) e com foco em cripto. Depois, o negócio pivotou com investimentos em infraestrutura de pagamentos cross-border. Assim, surgiu a BRLA Digital.

Dos fundadores Matheus Moura, Luiz Castelo Branco, Hector Fardin e Leandro Noel, parte se conheceu durante a faculdade, no ITA (Instituto Tecnológico de Aeronáutica). Lucas Giorgio conheceu e trabalhou com alguns dos fundadores no Pátria Investimentos e na HIX Capital. O grupo se conhece há dez anos.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *