Brasileira Trexx, de games, vence competição em Singapura e recebe elogio de Vitalik Buterin

Helô Passos, da Trexx.

A Trexx, startup de blockchain games, venceu uma competição da rede Ethereum, em Singapura na categoria da Polygon (Public Good with Account Abstraction or Gasless transactions focused on APAC Market). A startup foi a única brasileira dentre 120 projetos participantes de 15 países diferentes e foi elogiada por Vitalik Buterin, criador do Ethereum, que estava no evento e que disse que o projeto era viável e promissor.

A startup, comandada por Heloisa Passos, é conhecida na comunidade pelo Boom Boogers, o jogo casual ao estilo Roblox. Além disso, a Trexx conta ainda com o marketplace de locação de NFT de jogos. O objetivo, segundo a fundadora, é promover impacto social com games e auxiliar 50 milhões de pessoas nos próximos anos por meio de jogos e facilitação de crédito na modalidade Web3. Além disso, quer atrair 100 mil novos usuários no lançamento oficial da plataforma “gaming as a service” e jogo.

Um dos destaques do projeto é o protocolo desenvolvido pela Trexx, que realiza o rastreamento das informações do jogador desde o início da sua jornada até as interações mais complexas na blockchain. Dessa forma, o histórico do usuário se torna base para concessão de crédito, permitindo uma abordagem mais inovadora na monetização dos jogadores. “Esse protocolo abre novas oportunidades para a indústria de games e finanças descentralizadas (DeFi)”, afirma Helo Passos.

Segundo a CEO da Trexx, o objetivo é atuar dentro do conceito de bem público, ou seja, de oferta de um produto ou serviço sem fins lucrativos. “Ganhamos na categoria porque a ferramenta permite que ONGs recebam doações por meio do protocolo e, ao mesmo tempo, provem a transparência quanto ao uso do dinheiro arrecadado e acesso a itens de jogos no formato conhecido no setor de bolsas, promovendo inclusão e impacto social positivo”, explica.

Buterin não era jurado oficial, mas deu sua opinião sobre a viabilidade do projeto e o potencial da Trexx no setor.

A participação da Trexx na competição em Singapura fez parte da Missão Nave, que percorre a Ásia para aproximar comunidades e projetos Web 3.0 brasileiros com o mercado internacional. Apoiada pelo Unicórnio LATAM Bitso, a iniciativa visa expandir o acesso financeiro e a educação Web3 para o público em massa, aproveitando o potencial dos mais de 140 milhões de jogadores na América Latina. Dados mostram que o brasileiro gasta em média 5,3 horas diárias no celular, sendo que 16% da população adulta não possui acesso a serviços bancários tradicionais.

Heloisa é referência no mundo dos jogos blockchain e foi a criadora da maior comunidade da América Latina de Axie Infinity.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *