Mercado de Criptomoedas por TradingView

Bitso lança rendimentos em bitcoin e USD e abre vagas no Brasil

A Bitso lançou hoje (9) o Bitso+, que dará rendimentos em bitcoin e na stablecoin USD sobre o saldo, nessas moedas, que os clientes deixarem em suas carteiras na plataforma. A ação marca o aniversário de um ano da corretora mexicana no país, que já atingiu o status de unicórnio e que ao menos 25 vagas abertas no Brasil.

A empresa promete ganhos de até 15% ao ano na USD e de até 6% ao ano em bitcoin. Os depósitos serão semanais. A Bitso afirma que não cobrará taxa extra, fidelização ou configuração avançada. A empresa indica que esse tipo de retorno ajuda quem vive no Brasil e poderá encarar uma inflação de 7,89% do IPCA e de 10,88% do IGPM. Porém, analistas estão revisando esses índices para cima a cada semana.

De acordo com Daniel Vogel, CEO e Co-Fundador da Bitso, a inflação continua a aumentar e o novo recurso permite aos clientes aumentar o patrimônio em criptos. Segundo a empresa, o Brasil é seu mercado foco. Nos últimos seis meses, o número de usuários quadruplicou em relação ao primeiro semestre de presença da Bitso no Brasil. E mais de 170 pessoas já foram contratadas em todo o país para apoiar a operação local.

No LinkedIn, as 25 vagas que aparecem abertas nesta manhã vão de diretor de programas de tecnologia a especialistas em produtos, finanças descentralizadas e aquisição de talentos.

“O Brasil tem uma das populações mais entusiasmadas do mundo com novas tecnologias e um potencial enorme para aproveitar os criptoativos como reserva de valor e nas transações diárias”, afirma Thales Freitas, CEO da Bitso no Brasil. Para ele, o Bitso+ pode servir de porta de entrada para novos usuários ao universo cripto, inclusive pessoas que sem acesso a serviços financeiros.

A Bitso afirma que suas operações são regulamentadas internacionalmente pela Comissão de Serviços Financeiros de Gibraltar (GFSC). Esse novo recurso é uma oferta inédita regulamentada pelo GFSC.

A Bitso foi fundada em 2014, tem cerca de 600 funcionários em mais de 35 países. Um de seus investidores é a Coinbase.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.