BitGo capta US$ 100 milhões e mira expansão internacional

BitGo opera em 50 países. Imagem: Sergei Tomakov.

A BitGo, empresa especializada em custódia de ativos digitais para clientes institucionais, anunciou captação de US$ 100 milhões (cerca de R$ 500 milhões) numa rodada Série C. Assim, o valor da empresa foi estabelecido em US$ 1,75 bilhão (em torno de R$ 8,7 bilhões). Investidores estratégicos dos Estados Unidos (EUA) e Ásia entraram na rodada. A fase C costuma ter foco em grandes ações como expansão internacional e aquisições. E é isso o que a empresa disse que vai fazer.

Um dos mercados de interesse da BitGo é o Brasil, onde anunciou Juliana Walenkamp como diretora de Vendas Institucionais para América Latina, há um ano. Com a entrada de instituições financeiras no mercado de ativos digitais no Brasil, além da regulação do setor, a empresa vê oportunidades aqui. A regulação deverá tratar de custódia das chaves de acesso às criptos, o que desde sempre foi uma questão sensível no mundo cripto.

A empresa não identificou quem são os investidores. Mas, sabe-se que já colocaram dinheiro na BitGo instituições como Goldman Sachs, Valor Equity Partners, Craft Ventures, DRW e Redpoint Ventures. A lista inclui também a Galaxy Digital, que há um ano fez um movimento de compra da empresa e depois desistiu. A última série, a B, foi de US$ 57,5 milhões, sendo US$ 42,5 milhões no final de 2017 e o restante no final de 2018.

Bitgo vê demanda global

“Estamos vendo uma demanda crescente por soluções de custódia regulada não apenas nos Estados Unidos (EUA), mas também o crescimento da demanda em escala global”, afirmou o CEO da BitGo, Mike Belshe. O executivo fundou a empresa em 2013 e foi pioneiro no setor ao oferecer carteira multi-assinaturas, ou seja, para acessar as criptos, é preciso duas ou mais assinaturas. A sede é em Palo Alto, na Califórnia

De acordo com a BitGo, desde janeiro de 2023, seu número de clientes recém-integrados cresceu 60%, enquanto o de ativos sob custódia (AUC) foi de 20%. Além disso, registrou expansão de 200% na custódia fiduciária e de 40 vezes dos ativos sob staking.

Além disso, afirma que faz a proteção de cerca de 20% de todas as transações bitcoin on-chain por valor e tem suporte para 700 ativos digitais. Assim, tem 1,5 mil clientes em 50 países, de instituições reguladas e bolsas a plataformas de cripto.

Custódia de credores da FTX

A BitGo também faz a custódia dos fundos dos credores da FTX – a nomeação foi da administração da exchange após sua falência. E também foi escolhida como distribuidora dos credores da Mt. Gox, um dos principais casos de perda de ativos de clientes e falência de exchange do mundo cripto.

O anúncio desta rodada de financiamento segue o lançamento da Go Network pela BitGo. O serviço permite que as instituições negociem e liquidem ativos digitais e fiduciários 24 horas por dia, 7 dias por semana, a partir da custódia pela empresa.

Em 2022, a BitGo lançou serviços de staking de nível institucional, DeFi, NFT e Web3.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *