Bitcoin tem pouca oscilação com altas de juros

Bitcoin continua na faixa de US$ 29 mil.

Nas últimas 24 horas, bitcoin, a principal criptomoeda do mercado e um farol para as outras, mostrou uma certa estabilidade sobre a mudança nas taxas de juros de mercados como o dos Estados Unidos (EUA) e da União Europeia (UE). Um novo teste chegou hoje (27), com o Banco Central do Japão (BoJ) avisando que nas próximas horas – nesta noite no Brasil e dia na Ásia – vai discutir mudanças em sua política de curva de taxa de juros sobre títulos financeiros.

Os EUA e a UE divulgaram ontem (26) um aumento de 0,25 ponto percentual dos juros do país, o que, na história da cripto, já foi motivo para oscilações significativas da cotação. Mas, analistas afirmam que esse aumento já era esperado e, portanto, as cotações do bitcoin já embutiam essa alta.

De manhã, bitcoin caiu com as primeiras notícias sobre o Japão, mas se recuperou ao longo do dia. A taxa pode subir no Japão se o BoJ mexer na curva, que mostra a variação dos juros conforme o prazo dos contratos futuros. Assim, mostra o que o mercado espera de rentabilidade dos títulos tanto do setor público, quanto do privado. E no final, isso tem impacto sobre outras taxas da economia.

Em 24 horas até às 20h40 desta quinta-feira, a cotação registrava queda de 0,32%, para US$ 29.229,53 (cerca de R$ 138,65 mil). Ethereum, a segunda cripto de maior valor de mercado, tem ido na mesma linha. Cerca de uma hora depois, os preços já estavam subindo 1,65% e 1,44%, respectivamente.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *