Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Bitcoin Pizza Day: pizza valeria hoje R$ 1,15 bilhão em meio a mercado tenso

Bitcoin Pizza Day ocorre em ano de entrada de bancos tradicionais no mercado.

O bitcoin chegou hoje a mais um Bitcoin Pizza Day, em meio a um do períodos mais tensos de sua história em termos de preço. O 22 de maio está na agenda do ecossistema porque foi o dia, em 2010, o programador Laszlo Hanyecz fez o primeiro pagamento com a criptomoeda do mundo.

Hanyecz pagou 10 mil bitcoins por duas pizzas, na Flórida (EUA). Na época, a criptomoeda valia cerca e US$ 0,0025 (cerca de R$ 0,015). *Mas, nesta manhã seria algo como US$ 382,99 milhões (cerca de R$ 2,298 bilhões). Portanto, seria pagar R$ 1,15 bilhão por uma simpática – e deliciosa – redonda.  

Há um ano, as duas pizzas custavam R$ 511,5 milhões, ou seja, o valor de hoje é quase quatro vezes maior. Isso, apesar de nesta manhã de sábado o bitcoin operar em queda de 7,8% em 24 horas e de 22,43% em 24 horas, a pouco mais de US$ 38 mil (R$ 228 mil).

O aumento astronômico em um ano é resultado da maior aceitação da moeda como pagamento e investimento desde o Pizza Day de 2020.

Empresas como Visa e PayPal anunciaram ações para aceitar criptomoedas em pagamentos. Depois vieram empresas como Microstrategy e Tesla anunciando que tinham investimento em bitcoin. Foi uma estratégia de tesouraria que deu mais gás à moeda.

Bitcoin Pizza Day de 2021 acontece com criptomoeda mais aceita

Além disso, nos últimos meses os Estados Unidos (EUA) permitiram aos bancos operar como nós em rede blockhain e em criptomoedas. Na sequência, viu-se investidores institucionais entrar no mercado.

Assim, bancos tradicionais dos EUA passaram a oferecer investimentos expostos a criptomoedas a clientes de alta renda A onda começou lá, com instituições como Morgan Stanley e Goldman Sachs.

Mas chegou aqui também. Bancos como Itaú, Banco do Brasil e Safra entraram na onda ao oferecer o fundo de índice (ETF) de criptomoedas da Hashdex. O Hash11 está em negociação na B3 desde 26 de abril.

O preço da moeda subiu feito foguete a partir do segundo semestre de 2020 e bateu recorde atrás de recorde. Porém, na última semana, uma “tempestade perfeita” fez o preço da moeda despencar, com pico de baixa de mais de 30% na terça-feira.

Desde então, a cotação está ziguezagueando, numa faixa de cerca de US$ 35 mil a US$ 42 mil.

*Reportagem atualizada com o número correto de bitcoins usados no pagamento das pizzas.

2 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>