Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

122 previsões para criptomoedas em 2022, segundo relatório da Messari

Caso Atlas ganhou a mídia com perda de clientes. Foto: Jurg Kradolfer, Unsplash.

Em 2022, a inflação persistente em todo mundo em 2022 pode beneficiar as criptomoedas no curto prazo, o avanço da web 3.0 será é uma força que não se pode frear e quem entende dos detalhes de diversos tipos de investimentos em criptos – as raiz, NFTs, DeFi, por exemplo – vai se diferenciar no mercado. Isso porque não basta mais ser generalistga, com tantas novidades crescendo rapidamente.

Essas são algumas das 122 previsões para o próximo ano da Messari, empresa de análise de dados sobre criptomoedas. Em seu relatório “Teses para Criptos para 2022”, há previsões não só sobre pra onde vai o mercado de criptomoeas. Mas inclui também temas como os “10 principais pensamentos sobre bitcoin“, ethereum, tokens não-fungíveis (NFTs) e finanças descentralizadas (DeFi).

Apesar de prever um ganho das criptos no curto prazo com a inflação, no médio prazo há riscos. “Isso porque usuários e empresas de criptomoedas poderão ter uma pressão maior das big techs do Ocidente e de plataformas de bancos. Além disso, “o governo dos Estados Unidos (EUA) pode adotar medidas restritivas contra as criptomoedas”.
administration’s crypto crackdown.

Sobre bitcoin, o relatório diz que não há sinais de que os preços vão parar de subir. A criptomoeda está mostrando resiliência, ou seja, superou os desafios que encontrou ao longo do tempo. Além disso, investidores institucionais estão entrando no mercado e mostrando mais conforto com o “ouro digital”.

Bitcoin continuará o rei das criptomoedas em 2022

Dito isso, outros fatores, como a escassez da moeda deverão mantê-la como a principal cripto. Mesmo que outras, como a Ether, consigam se valorizar bastante. “O rei continuará continua o rei”, de acordo com Messari. À parte o fato que bitcoin será mais negociado em outras plataformas, portanto, gerando demanda pela moeda digital.

Na listas das pessoas a se seguir, a Messari coloca em primeiro lugar as WAGMI, a sigla em inglês para “Todos nós vamos construir isso”. Porque a empresa afirma que todo mundo em criptomoedas merece esse respeito e deve ser ouvido em 2022. Inclusive você, leitora e leitor, que estão agora lendo esta reportagem.

No entanto, como gostamos de nomes, o item dois da lista de 10, menciona grandes investidores, os “baleias”, que tiveram um desempenh muito bom em 2021. Um deles é a a Multicoin Capital, de Kyle Samani, a Three Arrows Capital, de Su Zhu, e a CMS Holdings. Na sequência está Emilie Choi, presidente e COO da Coinbase.

É possível acessar o relatório completo no site da Messari.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>