Web Summit terá edição no Rio de Janeiro em 2023

Web Summit Rio será em 2023 na Barra da Tijuca. Foto: Raphael Nogueira.

Considerada uma das principais conferências sobre tecnologia do mundo, o Web Summit terá uma edição no Rio de Janeiro, entre 1 e 4 de maio de 2023. Será a primeira fora da Europa. Para este ano, Lisboa se mantém como a principal vitrine do evento, que acontecerá de 1 a 4 de novembro.

Executivos das principais big techs, startups, formuladores de políticas, assim como representantes de governo costumam prestigiar o evento. Os temas vão de tendências para a evolução da indústria de tecnologia e inovação. Além disso, se discutem as ameaças à democracia pelo mundo.

A Web Summit é uma empresa com sede em Dublin que organiza as conferências de Lisboa desde 2016. E organiza o Collision em Toronto e o RISE em Hong Kong.

As edições em diferentes lugares não se excluem, disse um dos fundadores e CEO do Web Summit, Paddy Cosgrave. Portugal assinou em 2018 contrato de 10 anos para realização do evento e no Rio de Janeiro esse acordo é de três anos. Em ambos os casos, no entanto, pode haver prolongamento das parcerias.

Ao falar da edição brasileira, Cosgrave se disse apaixonado pelo Rio e apresentou a cidade como um centro de startups que vem ganhando “reconhecimento internacional”. E que conta com unicórnios, ou seja, as startups avaliadas em mais de US$ 1 bilhão. Vale lembrar que apenas neste ano a cidade já sediou eventos como o Rio Innovation Week, o Ethereum Rio e o Rio2C. Porto Alegre e Brasília também eram candidatas a sediar o Web Summit.

Web Summit Rio: expectativa é de 10 mil participantes

No Rio, a conferência será no Riocentro, na Barra da Tijuca, com a perspectiva de receber 10 mil participantes de todo o mundo. A estimativa não se compara com os números oficiais da última edição ocorrida em Lisboa, em novembro do ano passado. Foram 42.751 participantes de 128 países, dados abaixo dos 70.469 participantes em 2019, quando ainda não havia restrições impostas pela pandemia de Covid.

Para este ano, em Lisboa, a estimativa é de que mais de 70 mil participantes de 160 países compareçam ao evento. Esse é o patamar verificado na última edição pré-pandemia.

O prefeito Eduardo Paes tem afirmado querer transformar a cidade na capital da inovação na América Latina. “O Rio sempre esteve no palco de importantes eventos para o mundo. Agora, novamente, estamos liderando e trazendo as melhores empresas, talentos e investidores para discutir tecnologia e inovação aqui. O Rio já tem tradição em sediar grandes eventos internacionais. Estamos muito orgulhosos por nos escolherem como a primeira cidade da América Latina a realizar um evento dessa magnitude”, disse o prefeito.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *