Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Walmart vai desenvolver sua criptomoeda e busca profissional para isso

Walmart, maior rede de varejo do mundo, vai desenvolver sua criptomoeda. Foto: Fábio Bracht, Unsplash.

Depois da Amazon, agora é a vez do Walmart buscar um especialista em moeda digital, criptomoeda e tecnologias relacionadas a blockchain. A maior empresa de varejo do mundo em faturamento vai contratar um profissional que desenvolva a estratégia de moeda digital da rede e a evolução do produto.

“Você vai liderar a identificação da tecnologia, tendências dos consumidores e investimentos necessários para desenvolvimentos sobre essas tendência”, diz seu anúncio. A vaga é em Bentonville (Arkansas), sede da empresa que fatura US$ 524 bilhões ao ano (algo como R$ 3 trilhões).

As qualificações básicas que o Walmart busca incluem, além de experiência com criptomoeda e tecnologias relacionadas a esse segmento, mais de dez anos de experiência em gerenciamento em tecnologia, venda de tecnologia ou gerenciamento de programas e produtos.

É preciso também ter formação em negócios, engenharia ou em algum tema que tenha relação com essas áreas. Assim como sete anos de experiência em fusões e aquisições, bancos de investimentos, desenvolvimento de negócios ou áreas relacionadas.

Em julho passado, a Amazon anunciou que estava procurando um profissional para trabalhar com criptomoedas, inclusive a sua, e blockchain. A empresa anunciou a vaga para “Digital Currency and Blockchain Product Lead” em seu site nos Estados Unidos (EUA).

Em fevereiro passado, a Amazon já procurou uma pessoa para trabalhar num projeto que permitirá aos clientes converter dinheiro em moeda digital. O projeto, a princípio, começaria no México.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>