Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Fortuna de CZ, CEO da Binance, supera a de Zuckerberg, da Meta, e de fundadores do Google

CEO da Binance, Chanpeng Zhao, pode ter fortuna maior do que US$ 96 bi. Foto: CoinMarketCap.

A disputa pode até ser dura, mas desta vez, Changpeng Zhao, fundador da Binance, levou a melhor. O desenvolvedor de software tem uma fortuna de US$ 96 bilhões, superando a da Mark Zuckerberg, criador da Meta (ex-Facebook) e de Lary Page e Sergey Brin, fundadores do Google. A estimativa é primeira que a Bloomberg Billionaires Index faz do empreendedor de 43 anos. Com isso, CZ, como é conhecido no mundo das criptomoedas, também se tornou o mais rico da Ásia.

Mas tem um “pequeno” detalhe nessa conta: o cálculo não considera as criptomoedas que CZ em suas carteiras digitais, incluindo a Binance Coin (BNB). Essa subiu de preço 1.300% em 2021. Portanto, sua fortuna pode ser bem maior ainda, diz a Bloomberg.

Assim como acumula fortuna, CZ acumula mais trânsito no círculo do figurões e famosos pelo mundo. E também disputas em diversos mercados, inclusive no Brasil. Em geral, a reclamação é a de que a empresa oferece produtos e serviços para os quais não recebeu autorização vender. Portanto, desconsidera o cenário regulatório.

Assim, seu nome se junta ao de outros que começam a se destacar em rankings fora do ecossistema blockchain e de criptomoedas. Por exemplo, Vitalik Buterin, criador da Ethereum, entrou para a lista das 100 pessoas mais influentes do mundo em 2021. Elon Musk, criador da Tesla e o primeiro a mandar um foguete privado para o espaço, foi escolhido Personalidade do Ano 2021 pela mesma revista. Apesar das acusações de que suas empresas têm problemas de assédio.

*Reportagem em atualização.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>