Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

OpenSea, maior plataforma de NFTs do mundo, recebe aporte e avaliação de US$ 13,3 bi

NFTs: OpenSea quer se consolidar como maior plataforma do setor. Imagem: OpenSea.

Em meio ao salto olímpico na criação e venda de tokens não-fungíveis (NFTs), a OpenSea, recebeu aporte de US$ 300 milhões, com avaliação de US$ 13,3 bilhões (cerca de R$ 80 bilhões). A Paradigm, que investe em empresas de cripto, e a Coatue, que investe em tecnologia, lideraram a rodada. Houve também a participação de novos e atuais investidores.

O número de transações na OpenSea’s aumentou mais de 600 vezes em 2021, segundo a empresa. O investimento é uma Série C, o que em geral significa aportar recursos para aquisições e expansão no mercado internacional. “Temos quatro objetivos para esse aporte”, disse a Devin Finzer, co-fundador e CEO da maior plataforma de NFTs do mundo.

O primeiro é acelerar o desenvolvimento da OpenSea e o segundo é o de aumentar de forma significativa a segurança e suporte a clientes. Há ainda o objetivo de na cada vez maior comunidade de NFT e Web3. E, por fim, contratar mais profissionais. A empresa, afirmou, quer ser o principal destino para os novos NFTs.

A plataforma foi também a primeira a se tornar unicórnio no segmento de NFTs. O CEO disse ainda que a OpenSea vai lançar um programa para financiar desenvolvedores e criadores de NFTs. Isso será até março. Assim, estará em contato com esse grupo, o que lhe dá uma vantagem.

Além disso, Finzer anunciou a contratação de Shiva Rajaraman como vice-presidente de produto. O executivo vem da Meta (ex-Facebook), onde era vice-presidente de comércio. Antes disso já tinha passagens por empresas como WeWork e YouTube.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>