Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Morre Marcus Lisboa, um dos principais entusiastas de blockchain do país

Marcus Lisboa, presidente-fundador do Instituto Nacional de Excelência em Políticas Públicas (INEPP), que desenvolve soluções em blockchain, e um dos maiores entusiastas da tecnologia no país, morreu na última sexta-feira (26), aos 55 anos, de Covid-19.

Em entrevista ao Blocknews no final de 2020, Lisboa contou que se mudou para os Estados Unidos (EUA) em 2009, onde ficou até 2018, “bastante fechado em estudos sobre blockchain”.

No início, disse ele, era tudo novo e sem cursos para se aprender sobre o assunto. Assim passou pelo que os primeiros entusiastas de blockchain passaram, aprendendo, em boa parte, como autodidata. Era um expert em criptografia.

Ao perceber que seria difícil implementar blockchain nas empresas com uma rede pública, partiu para o desenvolvimento de uma proprietária. “Descobri na marra”, analisando como funcionava provas de consenso do bitcoin, mineração e o que mais tinha no mercado, afirmou.

Lisboa idealizou a POP (Prova de participação), para uso em governos e em empresas. “Oferecer blockchain já não é mais tão interessante. O que fazemos é desenvolver também aplicações”, afirmou.

Uma delas foi a solução PoPVote foi uma das soluções digitais escolhidas pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE) para testes nas eleições de 2020. Lisboa também foi um dos idealizadores da Amazonas Coin, projeto para direcionar recursos para projetos sustentáveis na Amazônia.

Marcus Lisboa ajudou a idealizar hub em BSB

Além disso, foi um dos organizadores do centro de inovação Zung Hub, em Brasília, em associação com sócios do Grupo Rodopoulos. O objetivo é ter em especial criptotechs no espaço.

Ligia Meirelles, vice-presidente financeira do Inepp e co-fundadora do Zung Hub, afirmou que continua o objetivo de elever o status da POP Blockchain e cumprir as metas de curto a longo prazos.

“Marcus , na sua trajetória de vida e carreira buscou obstinadamente contribuir com o seu know how em criptografia para que a POPblockchain, totalmente nacional, pudesse ser utilizada largamente.”

Lígia lembra que Marcus era do tipo que compartilhava conhecimento, “a fim de garantir que esta inovação seja considerada a ferramenta nacional. “Conviver com o Marcus, para todos nós do Zung Hub Tech, foi uma experiência fantástica e de muito aprendizado.

“Marcus foi um incentivador da economia digital com propósito, mola propulsora da Amazonascoin. Era um ser humano que estava mais preocupado em cuidar do próximo do que de si mesmo. Uma pessoa agradável, sensível e extremamente inteligente. Foi uma honra ter ombreado trabalhos com ele”, disse Clynson de Oliveira, superintendente da AIMA (Agência Internacional de Meio Ambiente) e um dos superintendentes do INEPP.

Lisboa também teve carreira no serviço público. Entre 1999 e 2001 foi chefe de gabinete da secretaria de trabalho e renda do Distrito Federal e entre 1991 e 1999 foi chefe de gabinete da Central de Medicamentos do governo federal.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>