Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Keiji Sakai deixa R3 após ajudar a expandir blockchain em empresas no Brasil

Keiji Sakai vai cuidar de startups em que investe. Foto: Shuttersnap

Keiji Sakai, referência no mundo blockchain e que por três anos foi diretor da R3 no Brasil, deixou a empresa. A R3 é a desenvolvedora do software Corda, de registro distribuído (DLT). Procurada, a R3 não informou quem substituirá Sakai e se há uma reestruturação da empresa no país.

O executivo, que fez uma longa carreira na área de tecnologia em instituições financeiras, se dedicará a startups em que é investidor. A R3 começou em 2014 como um consórcio de mais de 60 bancos tentando entender se e como poderiam usar DLT. Em especial para resolver a questão da falta de confiança nas transações entre instituições financeiras.

A ideia era tentar algo menos centralizado e com uso por vários membros. Assim nasceu a Corda, com muito foco no setor financeiro. Mas, o consórcio que virou empresa busca crescer também em outras áreas.

No Brasil, a R3 tem projetos com a bolsa brasileira, a B3, por exemplo. E tem parceria com a Fohat, startup de soluções em energia. Um outro exemplo é a Gavea, startup que montou uma bolsa digital de commodities.

Sakai é investidor da Carambola, com foco em minorias

Na R3, Keiji Sakai fez parte dos profissionais que começaram a “evangelização” sobre o uso da tecnologia em empresas, explicando do que se tratava, aplicações e benefícios. Como a R3 está em projetos sobre moedas digitais de bancos centrais (CBDCs), começou a fazer o mesmo para explicar o que poderá ser o real digital. Tema que o BC estuda.

Segundo disse ao Blocknews, as startups em que investe não estão em blockchain. Uma delas é a Digitalk, plataforma de Gerenciamento de Experiência do Cliente (GEC, ou CXM na sigla em inglês) omnichannel, com Inteligência Artificial (IA). Assim, integra os canais digitais e analógicos de toda a jornada de relacionamento com o usuário. Portanto, uma pessoa pode, por exemplo, começar uma compra no site e terminar no chatbox ou na loja física.

Uma outra é a RKSAM, solução de home-office com análise de dados (analytics). De acordo com Sakai, empresas adotam a solução para ganho de produtividade e aderência à Lei Geral de Proteção de Dados LGPD). E há ainda a Carambola, “que é espetacular. A startup tem o objetivo de formar e empregar desenvolvedores de TI, mas promovendo diversidade e inclusão de minorias. Entre os clientes da Carambola estão Itaú e Ambev. E estou desenhando mais coisas”, afirmou ele ao Blocknews.

Sakai também é investidor e conselheiro da Sombrero, uma seguradora que atua em setores produtivos, como o rural. E tem coberturas como patrimonial e de garantia de contrato.

1 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>