Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

BlockNotas: mudanças na IBM e R3, investimento na Circle e leilão de NFT

Quadro de Bel Borba se torna NFT e vai a leilão. Entrega de 100 pedaços será digital e física. Imagem: InspireIP.

Líder de blockchain deixa IBM

Gari Singh deixou a IBM, onde era CTO para blockchain. O executivo foi para o Google Cloud. Portanto, é nova baixa no time da tecnologia, segundo o Ledgers Insights. No último mês, os principais contribuidores de código do Hyperledger Fabric no Github também deixaram a IBM. E no início do ano, houve a junção da IBM Blockchain e da Sterling, solução para cadeias de suprimentos.

IBM e Microsoft fizeram mudanças recentes em suas áreas de blockchain. A análise do mercado é que as empresas estão desacelerando o foco na infraestrutura devido a vendas baixas. Mas, sem desistir de blockchain e sim mudando o modelo do negócio. As saídas da IBM não devem atrapalhar o desenvolvimento da Hyperledger, porque a comunidade vai suprir a participação dela se for preciso, dizem analistas.

Mudança também na R3

Assim como na IBM, houve mudança recente na R3. Mike Hearn, que ajudou a desenvolver o Corda, deixou a empresa em fevereiro passado. A saída aconteceu com o lançamento da Conclave, projeto de segurança computacional da R3 e que também ajudou a desenvolver. Isso porque estaria estaria criando um novo projeto. Hearn ficou conhecido por trocar mensagens com Satoshi Nakamato, que criou o bitcoin.

Circle levanta US$ 400 milhões

A Circle, que criou e moeda estável (stablecoin) USDC com a bolsa Coinbase, levantou US$ 440 milhões em financiamento (cerca de R$ 2,64 bilhões). Assim, ficou entre 10 maiores investimentos em fintechs privadas. De acordo com a empresa, há US$ 22 bilhões em circulação de USDCs. Neste ano, o crescimento foi de 436% e de mais de 28.000% em 12 meses.

Entre os investidores estão fundos de private equity e investidores estratégicos e institucionais. Isso inclui, por exemplo, o Valor Capital Group, que tem brasileiros entre seus sócios, a Fidelity Management, a Atlas Merchant Capital, o Digital Currency Group e a bolsa FTX. 

Leilão de NFT de arte de Bel Borba

A plataforma baiana InspireIP, feita para registro de direitos autorais em Ethereum, vai realizar o leilão de uma obra de arte em token não fungível (NFT). O quadro “Fronteira Físico/Digital”, do artista plástico baiano Bel Borba, estará à venda em 100 NFTs de 5 a 20 de junho. O artista tem diversas obras pelas ruas de Salvador.

A fração vale para o quadro digital, que vai para uma carteira de criptos, e físico, com um QR para o comprador. O lance mínimo é de US$ 600 (cerca de R$ 3.200,00). A plataforma é a https://inspireip.io/belborba. A InspireIP fez parceria com a Nordeste Leilões para a venda. A startup é da advogada Caroline Nunes e tem apoio da aceleradora Sul-Mato-Grossense Inova Unigran.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>