Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

GoLedger escolhe seis startups para testarem sua plataforma para desafios corporativos

GoLedger escolheu seis startups com projetos inovadores para usarem GoFabric.

A GoLedger, que desenvolve soluções blockchain, anunciou as startups que participarão de seu programa de Early Adopters. A empresa sempre focou em governos, mas vai concorrer também no setor privado. Para isso, criou o programa para mostrar como sua plataforma serve ao mundo corporativo.

De acordo com Otávio Soares, COO da GoLedger, cerca de 15 startups se inscreveram para participar do programa. Dessas, seis foram escolhidas. “Nenhuma delas utiliza blockchain ainda. Mas, disseram que havia a necessidade de migrar e estavam estudando como fazer isso.”

Duas das escolhidas são a HA Tecno, de soluções biométricas, e a Soluta, de diagnóstico de conformidade com a LGPD. Além delas, foram escolhidas a plataforma de permutas XporY e a Selletiva, que gere logística reversa. E ainda a Blackgold, de rastreabilidade e certificação de cacau, e a empresa de software Gustto.

As startups poderão usar a plataforma blockchain GoFabric por seis meses. Assim como terão um mês gratuito de máquinas virtuais na AWS. Fora isso, terão mentoria. O kick off começa nesta terça-feira (23).

GoLedger vai dar mentoria

“Queremos demonstrar que a GoLedger pode ajudar qualquer empresa, independente de tamanho ou área de atuação, a criar ou migrar suas soluções para blockchain de forma fácil e rápida”, disse Soares ao Blocknews.

Nenhuma das empresas possuem especialistas em blockchain e não irão precisar contratar para fazer essa migração, segundo ele. “Com GoFabric, é possível criar uma rede blockchain sem escrever uma linha de código.”, completou Soares.

Para escolher as startups, a GoLedger usou quatro critérios. Um deles é a relevância do projeto para a transformação digital das empresas via blockchain. Um outro é um grau de inovação em relação ao restante do setor em que atua.

Empresa ganha selo do BrazilLab

Além disso, os projetos deveriam estar alinhados ao Objetivos de Desenvolvimento Sustentáveis (ODS) da Organização da Nações Unidas (ONU). E, por fim, o perfil, as motivações empreendedoras e os interesses pessoais dos fundadores e da equipe.

A GoLedger também acaba de receber o selo GovTech da BrazilLab. O hub de inovação conecta empresas e governos. Assim, vai participar de uma plataforma que funciona como um marketplace. Portanto, as startups fazem parte de uma rede que ajuda na conexão com governos.  

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>