Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Força Aérea dos EUA fecha novo contrato para usar solução blockchain da Xage Security

Solução blockchain da Xage já foi contratada pela USAF. Foto: Military Material, Pixabay.

A empresa de segurança Xage Security, que usa solução blockchain, ganhou mais um contrato da Força Aérea dos Estados Unidos (USAF, na sigla em inglês). Esse contrato será para digitizar e cuidar da segurança das operações de manutenção dos aviões.

Em 2020, a Xage já tinha ganho um contrato com o Air Force Research Lab, que a contratou agora. Desta vez, a contratação é para avaliar e implantar a proteção no envio de dados de ponta a ponta. Esse envio é entre militares e civis e dá suporte ao controle e ao comando da U.S. Space Force (USSF). 

De acordo com a empresa, a Xage vai trabalhar na digitização, simplificação e transformação dos processos de trabalho de manutenção nos pátios ou hangares.

A digitização das operações no pátio precisa de um compartilhamento seguro das informações para otimizar o trabalho entre diferentes grupos. “Por isso, é crucial levantar os dados de forma precisa, mantê-los confidenciais e com forte controle nos EUA e no exterior”, disse a Xage.

O resultado que se espera com a solução blockchain da Xage é uma operação sincronizada, apoio para decisões críticas e mais rapidez na missão dos aviões.

Solução blockchain para dar confiança a IoT

O uso de blockchain permite dar mais confiança às empresas de que seus dispositivos de internet das coisas (IoT) não serão compromissados, afirma a Xage. É um risco que acontece em IoT, quando um dispositivo fala com o outro.

No lançamento de sua solução blockchain, em 2017, a Xage informou que estava trabalhando com a IBM para usar a Hyperledger Fabric, junto com outras soluções Ethereum. Hoje, a empresa não entra em detalhes sobre seu produto. Mas o nome da plataforma principal é Xage Security Fabric.

A Xage se denomina como a única do setor, em todo o mundo, a utilizar o conceito “zero trust”, ou confiança zero. Isso significa que nada que já esteja em sua rede, tanto usuários, quanto dispositivos, são vistos como confiáveis. Portanto, criam-se defesas em torno de grupos de usuários ou dispositivos.

O CEO da Xage é Duncan Greatwood, que vendeu a empresa de análise de dados de mídias sociais Topsy para a Apple em 2013. Antes disso, já tinha vendido a PostPath, que desenvolveu um software open source de email e agendamento, para a Cisco, em 2008.

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>