Mercado de Criptomoedas por TradingView

EY investirá US$ 100 milhões em blockchain para pesquisa e serviços

Keiji Sakai vai cuidar de startups em que investe. Foto: Shuttersnap
EY investirá US$ 100 milhões em pesquisa, engenharia e novos serviços de blockchain, em especial em contratos inteligentes e tokenização.

A EY vai investir mais de US$ 100 milhões em pesquisa, engenharia e serviços de blockchain e ativos digitais. Com a tokenização de ativos e contratos inteligentes, a empresa disse que vai desenvolver novos produtos.

“Nos últimos cinco anos, investimos em blockchain. Como a adoção da tecnologia continua a crescer, vamos fazer mais investimentos”, disse Carmine Di Sibio, CEO e Chairman global da EY. O investimento faz parte da estrátégia de investimentos do ano fiscal de 2021, anunciado em setembro passado.

Assim, a empresa terá um novo test studio de contratos inteligentes e tokens. Isso é parte da segunda geração de ferramentas para esses produtos. Portanto, inclui novas capacidades que poem ser usadas em contratos complexos de finanças descentralizadas (DeFi), por exemplo.

A novidade, de acordo com a empresa, segue o lançamento feito em 2019. Esse conseguia fazer mais de 100 testes no padrão ERC-20, o que boa parte dos contratos inteligentes usa.

Desde o início, a EY dá preferência à rede Ethereum. E dentre as decisões que tomou, se aproximou da Microsoft para desenvolverem projetos em conjuntos. Além disso, é próxima da Consenys.

EY aposta em várias ações de desenvolvimento de blockchain

Agora, seu anúncio segue ao da aposentadoria do Azure Blockchain Service da Microsoft. Há uma reacomodação dos planos das grandes empresas de tecnologia, como Microsoft e IBM. Isso porque estão deixando de lado a parte de infraestrutura. Isso porque as redes públicas estão crescendo e sendo aprovadas.

Portanto, vale a mais a pena criarem nós em nuvem e deixarem a parte de infraestrutura para empresas como a ConsenSys. A empresa faz soluções corporativas na Ethereum.

Esse redirecionamento em blockchain também acontece com prestadores de serviços. Com o crescimento do mundo de ativos digitais, esse segmento vem ganhando força nos negócios de escritórios de advocacia e consultorias, por exemplo, uma vez que andam mais rápido do que o crescimento de blockchains corporativas.

A EY também está participando com o código fonte de um protótipo de Prova de Conhecimento Zero (ZKP, na sigla em inglês) chamado Starlight, para domínio público, que está no GitHub. A empresa já contribuiu com o ZKP Nightfal.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.