Mercado de Criptomoedas por TradingView

Ex-funcionário da OpenSea é preso por lucrar com informação privilegiada

O ex-gerente de produto do marketplace de NFTs (Token Não-Fungível) OpenSea, Nathaniel Chastain, foi detido ontem (1) pelo FBI, nos Estados Unidos, sob acusação de fraude eletrônica e lavagem de dinheiro, informou o Departamento de Justiça americano. Essas acusações podem levar à pena máxima de 20 anos de prisão no país.

Segundo as informações divulgadas, a abertura de investigação levou em conta suposto uso de informações confidenciais sobre quais NFTs seriam apresentadas na OpenSea, a maior plataforma de negociação de NFTs, para a obtenção de ganhos financeiros pessoais. Chastain era o responsável por selecionar as NFTs que seriam oferecidas na plataforma.

As alegações contra o ex-funcionário apontam que, num período provável entre junho e setembro do ano passado, Chastain teria usado as informações comerciais confidenciais da OpenSea sobre quais NFTs seriam apresentados ao público para comprar secretamente dezenas de NFTs pouco antes de serem divulgadas.

Logo depois da divulgação oficial dos tokens na plataforma, indicam as acusações, Chastain vendia as NFTs com lucros de duas a cinco vezes seu preço de compra inicial. Para ocultar a fraude, as compras teriam sido feitas usando carteiras de moeda digital anônimas e contas anônimas no OpenSea.

Tecnologia nova, crime antigo

O que está na mira do Departamento de Justiça e do FBI é o velho uso de informação privilegiada para a prática de delitos. Segundo o procurador dos EUA Damian Williams, “os NFTs podem ser novos, mas esse tipo de esquema criminoso não é. Conforme alegado, Nathaniel Chastain traiu a OpenSea usando suas informações comerciais confidenciais para ganhar dinheiro para si mesmo. As acusações de hoje demonstram o compromisso deste Escritório em acabar com o uso de informações privilegiadas – seja no mercado de ações ou no blockchain.”

O diretor-assistente do FBI, Michael J. Driscoll, seguiu na mesma linha: “Neste caso, como alegado, Chastain lançou um esquema antigo para cometer insider trading usando seu conhecimento de informações confidenciais para comprar dezenas de NFTs antes de serem apresentados na página inicial do OpenSea. Com o surgimento de qualquer nova ferramenta de investimento, como tokens não-fungíveis suportados por blockchain, há quem explore vulnerabilidades para seu próprio ganho. O FBI continuará perseguindo agressivamente os atores que optam por manipular o mercado dessa maneira”.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.