Claudia Mancini
é jornalista e cientista política, especializada em negócios, blockchain e economia digital

Chainalysis, empresa de análise de dados de crimes com criptomoedas, se torna unicórnio

Empresa vai usar novo aporte em expansão internacional. Foto: OpenClipart-Vectors

A Chainalysis, empresa de análise de dados, software e pesquisas relacionadas a blockchain, se tornou um unicórnio. Nesta segunda-feira (23), a empresa anunciou que receberá U$100 milhões (cerca de R$ 570 milhões) em investimentos série C do venture capital Addition, o que eleva seu valor para mais de US$ 1 bilhão (mais de R% 5,7 bilhões). Os investidores Accel, Benchmark e Ribbit também aumentaram seus investimento depois de já terem participado de outras rodadas.

A empresa atende o setor privado, inclusive no Brasil, e órgãos de governo, como o Federal Bureau of Investigation (FBI) e o Departamento de Segurança Interna dos Estados Unidos (EUA), em transações e mercados relacionados a criptomoedas.

Agora, a Chainalysis diz que usará o novo aporte para sua expansão internacional. “Estabelecemos uma rede de agências de governos em mais de 30 países e em mais de 250 dos negócios mais importantes do mundo”, disse o co-fundador e CEO da empresa, Michael Gronager. 

Faturamento dobrou

Desde julho, quando estendeu sua série B para US$ 49 milhões, a empresa diz que teve um aumento de 65% de clientes, dobrou seu faturamento anual no terceiro trimestre de 2020 e aumentou em 30% seu time, com a contratação de quase 50 pessoas.

Também abriu escritórios em Cingapura e Tóquio e deu suporte em casos como o ataque cibernético ao Twitter e desmantelamento de duas campanhas de financiamento ao terrorismo nos EUA.

Chainalysis é uma plataforma de regulação financeira para o futuro dos ativos digitais”, disse em comunicado o fundador da Addition, Lee Fixel.

Mais sobre a Chainalysis em:

Brasil recebeu do exterior US$ 9 bi em criptos em 12 meses, maior volume da América Latina

0 Comentários

Deixe um comentário

XHTML: Você pode usar estas tags: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>