2TM vai para México, Argentina, Chile, Peru e Colômbia em 2022

Reinaldo Rabelo diz que compras não serão apenas de corretoras. Foto: MB

A 2TM, holding que controla o Mercado Bitcoin, afirma vai às compras no México, Argentina, Chile, Peru e Colômbia ainda neste ano. Mas, não necessariamente comprará apenas corretoras de criptomoedas como o Mercado Bitcoin (MB). Ao contrário, deve adquirir empresas de outros segmentos de criptos. A afirmação foi dada pelo CEO do MB, Reinaldo Rabelo, à Bloomberg Línea. Desde 2021 ele diz que a expansão na América Latina seria neste ano.

A 2TM está em meio a negociações de venda de parte minoritária ou de uma fatia que dê o controle do Mercado Bitcoin às norte-americana. Os executivos da empresa evitam, no entanto, falar do assunto publicamente. Afirmam sempre que não podem comentar sobre uma empresa de capital aberto nos Estados Unidos (EUA). Só que em negociações desse tipo, muito raramente as empresas falam abertamente do assunto.

Em janeiro deste ano, a 2TM comprou a Criptoloja, exchange portuguesa de ativos digitais. A Criptoloja começou a operar há pouco tempo, em julho de 2021, depois de receber a primeira licença do tipo no país.

A holding é um ecossistema de empresas de criptomoedas, de educação a crowdfunding. Além disso, comprou uma empresa de finanças tradicionais. Em meados de 2021 recebeu aporte liderado pelo Softbank e se tornou unicórnio. Assim, vem comprando empresas num ritmo muito acelerado.

Compartilhe agora

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *